Translator

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quarta-feira, novembro 15, 2017

TRIBO DE JAH- ''Ruínas da Babilônia'' -1996










































---------------------------------------------------------------
Ruínas da Babilônia é o segundo álbum da banda brasileira de reggae, Tribo de Jah. O excelente álbum do grupo foi lançado em 1996 pela gravadora Indie Records.Todas as faixas foram escritas por Fauzi Beydoun.
------------------------------------------------
Ficha Técnica-Direção Artística: Liber Gadelha- Produção: Liber Gadelha, Fauzi Beydoun e Tribo de Jah Arranjos: Tribo de Jah Músicos-Fauzi Beydoun - guitarra e vocal- Zé Orlando - voz e backing vocais- Achiles Rabelo - contrabaixo e vocais- João Rodrigues - bateria- Neto - guitarra Frazão - teclados e vocais- Flávio Guimarães - gaita em "Guerrilhas Mentais" -Nonato Silva - sanfona- Tarcisio Sardinha - viola nordestina, Fluge Horn , trompete. Zé Carlos - sax tenor e flauta .Roberto - trombone .
Gravação- Fortaleza:Gravado no estúdio Próaudio. Técnicos: Amilton Silva, Jeovar Maia e Luiz Vagner Rio de Janeiro: Gravado no estúdio Nas Nuvens. Técnico: Victor Farias Mixagem: Victor Farias (Nas Nuvens) .Todas as músicas foram editadas pela Paes and Filhos. Capa e encarte- Foto Capa: Nana Moraes. Foto Interna Cor: Geraldo Carvalho. Foto Fundo Estojo: Crhistian Knepper 3D em areia: Rosane Chonchol e Alcides Jr. Direção de Arte: Stela Nascimento..
-----------------------------------------
TRACKLIST
01-Ruínas da Babilônia - 4:08
02-Oh Jah, Oh Jah! - 4:44
03- Morena Raiz - 4:33
04-Inna Maranhão Style (Costa Norte) - 5:00
05-Guerrilhas Mentais - 5:06
06-It A Go Dread - 5:14
07-World In A Transition - 4:31
08-Battle For Another Life - 2:44
09-Canção Nordestina - 4:43
10-Irie Dub Feeling - 5:04
11-Little, Little Bit - 4:48
12-Great Mr. Blackman - 4:36
13-Não Basta Ser Rasta - 5:39
14-Breve Sopro no Ar - 4:35

domingo, novembro 12, 2017

CIDADE NEGRA -''Lute para Viver''-1991
























---------------------------------------------------------------------
Lute para Viver é o primeiro álbum da banda carioca Cidade Negra, álbum este que popularizou o reggae no país. Nessa época o grupo ainda era formado por Da Gama nas guitarras, Bino Farias no baixo, Lazão na bateria e Ras Bernardo nos vocais (que futuramente cederia seu lugar a Toni Garrido). Neste álbum as letras são politizadas, maduras, contendo denuncias sociais e falando também sobre a vida e seus ensinamentos, mantendo sempre a leveza de canções calmas. Entre as canções, podemos destacar "Mensagem" com a participação de Jimmy Cliff; e "Falar a Verdade" que foi a canção de trabalho do álbum e o primeiro vídeo musical de reggae genuinamente brasileiro a passar nas telas da MTV Brasil, sucesso em todas as paradas do Brasil em 1991. ..
-------------------------------------
https://pt.wikipedia.org/wiki/Lute_para_Viver
Lista de faixas
Título
1. "Lute Para Viver" 
2. "Mensagem" 
3. "Não Capazes" 
4. "Falar a Verdade" 
5. "Nada Mudou" 
6. "Gafanhoto" 
7. "Assassinatureza" 
8. "Nos Jardins desta Nação" 
 9. "Mamãe Sangra" 

 Cidade Negra- Ras Bernardo - vocal- Da Gama - guitarra- Bino Farias - baixo- Jimmy Cliff - voz em "Mensagem" -Fabio Fonseca - samples e efeitos especiais- Ricardo Barreto - guitarra Lazão - bateria.
---------------------------
Lute para Viver
Álbum de estúdio de Cidade Negra
Gravação1991
Gênero(s)Reggae
Gravadora(s)Epic Records
ProduçãoNelson Meirelles

quinta-feira, novembro 09, 2017

SERRALHEIRO (TRIBUTO)


























------------------------------------------------------------------------
Não pergunte a um fã de reggae de São Luís do Maranhão se está tudo bem. A cidade, que ficou conhecida como a Jamaica Brasileira, perdeu em 29 de março de 2017 um de seus embaixadores mais eloquentes, Edmilson Tomé da Costa, nome de registro do “magnata” mais antigo e em atividade no mundo do reggae maranhense.  Conhecido popularmente como DJ Serralheiro, o “Carrasco do Reggae” tocou e embalou as noites de muitos com as “pedras” mais preciosas do seu vasto repertório. Serralheiro faleceu aos 70 anos, vítima de um AVC. Nos últimos meses, porém, ele mantinha normalmente suas atividades como DJ e dizia a quem perguntasse: “quero morrer tocando”..
 Serralheiro, o Carrasco do Reggae, recebe uma homenagem em São Luis do Maranhão. Ele começou na década de 70 fazendo participações como DJ em festas e encontros em São Luis (MA), onde tocava de tudo. Logo que teve contato com o reggae, apaixonou-se e não teve mais volta. Uniu-se a outros poucos DJs e instauraram a partir de então o processo de formação do que conhecemos hoje, um cenário que justifica e muito a cidade ter ganho o apelido de Jamaica Brasileira. Pesquisador destemido, Serralheiro viajou pelo mundo colecionando também passaportes, pois só para a Kingston na Jamaica foi 17 vezes. Para Londres, mais de 26, sempre em busca de raridades em vinil, que compunham o seu acervo que um dia passou dos 5.000 discos. Nos últimos tempos, com apenas 500 exemplares, com os quais planejava sua sequência (set), gostava de tocar as clássicas do roots, incluindo Bob Marley, Jimmy Cliff, Gregory Isaacs ,entre outros.  Profissional dedicado e altamente comprometido, Serralheiro primava por exclusividade, acumulando assim muitas histórias de domínio público, que demonstravam como era sua relação de amor com o reggae e com a profissão. A criação de vinhetas e locuções simultâneas às canções foram artifícios usados por ele para evitar a gravação das faixas ,e posterior utilização por “oportunistas”. Uma vida de serviços prestados ao som de Jah. O avanço tecnológico e mudanças do mercado fonográfico transformaram o cenário mundial, refletindo inevitavelmente na cena local. A facilidade de acesso à informação, o transporte de arquivos digitais, e o armazenamento em dispositivos cada vez mais práticos, desconstruíram muito da cena de reggae local. Mesmo assim, o seu trabalho continuou sendo respeitado, levando-o a participar de grandes eventos no Brasil e no mundo, como a Virada Cultural em São Paulo, em 2011, quando tocou para mais de 20 mil pessoas .  Conhecido por muitos e admirado pela galera do reggae na ilha, Serralheiro recebeu uma série de homenagens no rádio e na TV, bem como nos clubes de reggae, e até em festas exclusivas de algumas radiolas concorrentes, para demonstrar o quanto seu trabalho era respeitado.  DJ, empresário, colecionador e dono da radiola Voz de Ouro Canarinho, esse grande pioneiro deve ser lembrado sempre que se pesquise a história do reggae no Maranhão. Seu legado ficará marcado, e a sua partida, tida como uma das maiores perdas dos últimos tempos..
-----------------------
https://musicnonstop.uol.com.br/dj-serralheiro-um-dos-nomes-mais-importantes-do-reggae-no-brasil-morreu-aos-xx-anos-fazendo-o-que-mais-amava/

sexta-feira, outubro 27, 2017

GILBERTO GIL-Kaya N'gan Daya -2002
























-----------------------------------------------------------
Kaya N'gan Daya é o quadragésimo sexto álbum do cantor e compositor Brasileiro Gilberto Gil, lançado em 2002. Kaya N'gan Daya apresenta 16 faixas, que são regravações ou versões de Bob Marley, fora a faixa inédita "Table Tennis Table", que Gil compôs na Jamaica. O disco foi gravado no Rio de Janeiro e nos aclamados estúdios Tuff Gong na Jamaica,com a presença de algumas lendas jamaicanas como Sly and Robbie,Errol Brown e The I-Three..O lançamento ganhou um certificado de ouro segundo a ABPD, conseguindo vender mais de 150 mil cópias em 2002...
------------------------------------------
https://pt.wikipedia.org/wiki/Kaya_N%27Gan_Daya

Faixas

  1. Buffalo Soldier
  2. One Drop
  3. Waiting In Vain
  4. Table Tennis Table
  5. Three Little Birds
  6. Não Chore Mais ( No Woman , No Cry)
  7. Positive Vibration
  8. Could You Be Loved
  9. Kaya N'Gan Daya ( Kaya )
  10. Rebel Music ( 3 O'Clock Road Block)
  11. Them Belly Full ( But We Hungry)
  12. Tempo Só ( Time Will Tell)
  13. Easy Skankin
  14. Turn Your Lights Down Low
  15. Eleve-se Alto Ao Céu ( Lively Up Yourself )
  16. Lick Samba

Kaya N'Gan Daya
Álbum de estúdio de Gilberto Gil
Lançamento2002
Gravação2002
Gênero(s)
Gravadora(s)Warner Music
Cronologia de Gilberto Gil
São João Vivo
(2001)
Quanta Live
(2002)

quarta-feira, outubro 25, 2017

ETIÓPICOS













--------------------------------------------------------------------------------
A banda Etiópicos teve início em 2015 na Zona Leste de São Paulo, com base no trabalho do músico e compositor Kiuadadaua Kiu desde 2009.   Em 2016 finalizava seu EP solo, nascendo assim o single ''Um Começo Dinovo'' que tem como base a história dessa unificação, do músico Kiuadadaua e Banda, para Etiópicos, onde a banda teve uma participação maior; iniciando assim os seus trabalhos, de onde nasceu o vídeo clipe intitulado ''Pela Manhã''.  A referência musical  do grupo vem do reggae roots com o fundamento Rastafari Nyahbinghi.   A palavra ETIÓPICO vem da unificação de antigos idiomas e dialetos (também chamado de Ge'ez até os dias de hoje ), que posteriormente tornou-se a língua oficial da corte Imperial da Etiópia, simbolizando assim para os músicos a própria cultura Rastafari, a nova era, os novos homens antigos. É como eles dizem no single ''Um Começo Dinovo'': “Não tenha medo do novo”...
Membros da banda
 Kiuadadaua - Vocal
Fyamoon - Bateria e back vocal
Ras Fábio Simões - Guitarra
Ras Morador - Baixo
Bidiztone - Teclado
Ras Bira Congo - Percussão
Thiaguinho Rasta Children - Percussão

quinta-feira, outubro 12, 2017

REPÚBLICA ZION
























----------------------------------------------------------------------------
A Banda "República Zion" surgiu na cidade de São Paulo no ano de 2004, com a missão de emanar através da música um "maior" sentido em viver em harmonia com o planeta, a luta pelos nossos direitos; o respeito ao próximo e a si mesmo, a preservação da natureza, o não se deixar colocar à margem do sistema... 
Formada por:  Sônia Abayomi ( Dona de uma voz hibrida e singular)  Gui Drums ( Bateria )  Jô Singer ( Vocal )
Eles lançaram um álbum chamado  "Mãe Natureza",com participação especial da lenda do reggae jamaicano Cedric Myton do The Congos em ''Etiópia'' e R. Zee Jackson em ''My Princess''..
Outros temas:Zion ,Message , Multidão , Pra Te Ver, Mãe Natureza ,Give Praises,Anti Horário e Jamais Será Vencido...
------------------------

sexta-feira, outubro 06, 2017

GILBERTO GIL
























-----------------------------------------------------------------------------
Gilberto Passos Gil Moreira, GCIH (Salvador, 26 de junho de 1942), é um músico brasileiro, conhecido por sua inovação musical e por ser vencedor de prêmios Grammys, Grammy Latino, galardeado pelo governo francês com a Ordem Nacional do Mérito (1997). Em 1999, foi nomeado "Artista pela Paz", pela UNESCO.Gil foi também embaixador da ONU para agricultura e alimentação e Ministro da Cultura do Brasil (2003–2008). Em mais de cinquenta álbuns lançados, ele incorpora a gama eclética de suas influências, incluindo rock, gêneros tipicamente brasileiros, música africana e reggae, por exemplo
..Gilberto Gil nasceu em 26 de junho de 1942, em Salvador, Bahia. É o primogênito de José Gil Moreira, médico formado pela Universidade da Bahia, e de Claudina Passos Gil Moreira, professora primária. No início da década de 1940, a família residia no Tororó, um bairro modesto de Salvador. Devido a dificuldades em trabalhar, o Dr. José Moreira decidiu mudar-se com a esposa para a cidade de Ituaçu. Posteriormente, o casal saiu de Ituaçu, no interior do estado da Bahia, voltando a Salvador, para que a criança nascesse na capital. Três semanas após o nascimento, a família retornou a Ituaçu, onde Gil passou toda a sua infância. Em agosto de 1943, nasce sua irmã, Gildina Passos Gil Moreira. Tanto Gilberto quanto Gildina foram alfabetizados pela tia-avó Lídia, professora aposentada da tradicional Escola Marquês de Abrantes e mãe de criação do pai de Gilberto. Enquanto a avó preparava as refeições da família, Gil e sua irmã faziam as tarefas. Gil lembra que o "professor mais paradigmático da minha vida, sem dúvida, foi a minha avó. Foi ela, lá em casa, quem me apresentou ao mundo dos livros, do conhecimento, das histórias, o mundo de Monteiro Lobato".Em janeiro e fevereiro de 1977, Gil foi a Lagos, na Nigéria, para participar, ao lado de Caetano, do II Festival Mundial de Arte e Cultura Negra. A partir de então, passou a trabalhar a temática afro em suas canções. O cantor ficou cerca de um mês no País, tempo que serviria de base para o próximo álbum. Ao voltar ao Brasil, deu-se início a produção desse, e "Sítio do Picapau Amarelo", primeira canção de trabalho do álbum foi lançada em março, mês em que Gil começou a gravar o novo material. Após isso, o cantor realizou uma apresentação polêmica para estudantes de um colégio de São Paulo; os estudantes cobraram do artista uma posição política de esquerda, condizente com a deles, e acabaram vaiando Gil. Em maio, Refavela foi lançado e a primeira fase da turnê do álbum começou no segundo semestre. Em outubro, Gil juntou-se a Rita Lee e deu início a uma série de apresentações conhecidas como "Refestança". Essa foi gravada e lançada pela Som Livre com o mesmo nome. No ano seguinte, o contrato com a Philips terminou, mas, antes disso, o cantor gravou seis faixas para um álbum de Samba de breque, completado por gravações antigas de Germano Mathias. Esse projeto foi lançado em maio com o título de Antologia do Samba-Choro. Em 1978, Gil foi convidado a participar do Festival Internacional de Jazz de Montreux, na Suíça, celebrado em 14 de julho. Foi o primeiro brasileiro a se apresentar no festival, e esteve ao lado de A Cor do Som e Silvinho. Essa apresentação foi gravada e lançada pela Warner Music e suas afiliadas em agosto do mesmo ano. Antes disso, o cantor iniciou uma pequena turnê durante o verão europeu, e posteriormente, mudou-se para os Estados Unidos com a família, morando em Los Angeles e trabalhando no material para um novo álbum, exclusivo para o mercado estrangeiro, sob a produção de Sérgio Mendes. Foi no ano seguinte, precisamente em março e maio, que ele começou uma turnê por várias cidades estadunidenses, principalmente em teatros universitários, para promover seu novo álbum, Nightingale. Gil tornou-se o primeiro negro a integrar o Conselho de Cultura do Estado da Bahia - do qual Maria Bethânia também participou -, isso aconteceu em julho. "Não Chore Mais (No Woman, No Cry)" foi lançado em maio, e virou um grande hit da carreira do cantor, vendendo cerca de 750 mil cópias. Essa canção anunciou o novo projeto que começa a ser gravado nos Estados Unidos e que foi lançado em agosto. Realce, teve turnê com cinquenta e uma apresentações, em trinta cidades brasileiras e, ao lado do jamaicano Jimmy Cliff, apresentaram-se em ginásios e estádios de cinco capitais brasileiras, chegando a gravar um especial transmitido pela Rede Globo. Ainda em 1980, Gil foi eleito vereador em sua cidade natal, Salvador. Além disso, o artista passou a assumir outros cargos administrativos na área cultural, passando a realizar constantes viagens à África Ocidental.
Em 1984, Cacá Diegues dirigiu uma produção cinematográfica franco-brasileira intitulada Quilombo, baseado nos livros Ganga Zumba, de João Felício dos Santos, e Palmares, de Décio de Freitas. Gilberto Gil foi convidado a produzir na trilha sonora do filme, e no mesmo ano o álbum com as canções do filme foi lançada em outubro, na Europa, pela Warner. Neste meio tempo, Gil apresentou-se pela Europa e Estados Unidos, em junho e julho, e, após apresentações em Israel, voltou ao Brasil para produzir mais um álbum, Raça Humana. Com exceção da canção "Vamos Fugir", que foi gravada na Jamaica e contou com a participação do grupo The Wailers e a versão em inglês da faixa foi lançada como single na Europa, o álbum foi produzido no estúdio Nas Nuvens, inaugurado por Gil e Liminha, localizado no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro...
Durante o carnaval de 2001, Gil esteve presente em seu trio elétrico, o Expresso 2222, e em seu camarote. No mês seguinte, o artista voltou a se apresentar, promovendo o álbum lançado por ele e Nascimento. Em abril, o artista começou a gravar material para um álbum especial para as festas dos santos populares. São João Vivo, foi lançado em maio, pela Warner Music, e rendeu ao artista um disco de ouro, no Brasil. Embalado por esse novo trabalho, em junho o cantor realizou o espetáculo "Arraial de Gilberto Gil", no aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro, que marcou o início das filmagens do documentário Viva São João!, de Andrucha Waddington, lançado no ano seguinte em 14 de junho - nos cinemas. Antes disso, Gil fez uma apresentação com o pianista japonês Ryuichi Sakamoto e o Quarteto Jobim-Morelenbaum, no Teatro Alfa, em São Paulo. Após isso, iniciou uma turnê pela Europa, e foi à Jamaica, em novembro, para gravar um novo álbum, Kaya N'Gan Daya,com versões de Bob Marley,e usou alguns membros dos Wailers e outros músicos jamaicanos.....
----------------------------
https://pt.wikipedia.org/wiki/Gilberto_Gil

Gilberto Gil
Gilberto Gil
Ministro da Cultura do Brasil
Período1 de janeiro de 2003
até 30 de julho de 2008
PresidenteLuiz Inácio Lula da Silva
Antecessor(a)Francisco Weffort
Sucessor(a)Juca Ferreira
Vereador de Salvador
Período1 de janeiro de 1989
até 1 de janeiro de 1993
Dados pessoais
Nascimento26 de junho de 1942 (75 anos)
SalvadorBA
PartidoPMDB (1988–1990)
PV (1990–presente)
ProfissãoMúsico e político
AssinaturaAssinatura de Gilberto Gil

sexta-feira, setembro 29, 2017

MOSIAH ROOTS
















---------------------------------------------------
Fundada em 1998, a banda baiana Mosiah Roots foi formada por seis amigos que têm o objetivo de se expressar através do reggae. Nascido e criado em Salvador,o grupo começou a buscar sua própria raiz, misturando o ritmo jamaicano à música baiana, atingindo assim, um numero cada vez maior de pessoas. A estrada, a convivência, os erros e acertos foram lapidando e selando a união entre os integrantes, promovendo seu crescimento. Em 2002 lançaram seu primeiro disco, Mosiah Roots Ao vivo, uma produção independente, que obteve excelente repercussão, chegando a ser líder em vendas em algumas lojas da capital baiana durante meses. Depois dessa época somente CDs demo com novas composições foram lançados. Desde a sua estréia, Mosiah Roots atingiu boa projeção, tocado em eventos junto com bandas como Charlie Brown Jr., Natiruts, Planet Hemp, Ira, Paralamas do Sucesso, O Rappa, Inner Cicle, Yelowman, Cidade Negra, entre outras. Por ser um dos grupos mais aclamados do cenário musical alternativo e independente de Salvador, já participou de quatro edições do Festival de Verão. Em turnê realizada durante um mês pelo sul do país, Mosiah Roots ou simplesmente ''Mosiah'' deixou fãs em Florianópolis (SC), Curitiba (PR) e outras cidades do interior catarinense. Para 2007, a banda prometeu um novo disco com novas músicas e o lançamento do seu primeiro vídeo clipe. ..
Formação:
Luciano - Guitarra / Voz
Marcos Alexandre - Bateria
Paulinho de Jesus - Teclado
Daniel Guimarães - Baixo
Marcio Phill - Percussão
-------------------------------------
https://pt.wikipedia.org/wiki/Mosiah_Roots

domingo, setembro 24, 2017

RICARDO LUZ



















------------------------------------------------------------------------------
Ricardo Luz é um renomado cantor do reggae maranhense,e seu estilo é o lovers rock,ou seja,o reggae romântico..
Ricardo Luz,que nasceu em Cururupu,Maranhão ,e reside na capital São Luís,canta ótimos temas,tanto em português como em inglês, como ''Sou Refém'',''Lan House'','''Regueiro Da Paz'','Leilão'',''Gardênia'',''Maristela'',''Your Lips'',''Pricila'',''Norminha'',''Hino Do Reggae'',e várias outras..
------------------------
https://www.palcomp3.com/RICARDOLUZ/

quinta-feira, setembro 21, 2017

BAR DO NELSON-Reggae Roots (São Luís do Maranhão)


































----------------------------------------------------------------------
Bar Do Nelson-Reggae Roots,é um bar especializado em Reggae localizado em São Luís,Maranhão..
Endereço:Avenida Litorânea,135,Calhau, São Luís,Maranhão,CEP:65075-380..(ao lado da pizzaria Maggiorasca)
Energia positivas,boas vibes e um excelente repertório de reggae você vai encontrar no Bar Do Nelson..
O reggae toca bonito no Bar do Nelson, Centro histórico. DJ Waldiney ,Wagner Roots e Darlly Matos comandam a programação e sempre contam com a participação de convidados especiais...
-----------------------------------------------------------------
Créditos da Fonte:
http://kamaleao.com/saoluis/511/bar-do-nelson#ixzz4tAjIRZ3

terça-feira, setembro 19, 2017

FREEDOM BAR em CANOA QUEBRADA


















------------------------------------------------------------------------------
A Freedom Bar é uma barraca mágica, onde amigos do mundo inteiro (principalmente de Canoa Quebrada, redondezas e Fortaleza,no Ceará) se reúnem para curtir o verdadeiro reggae, de frente para o perfeito mar de Canoa Quebrada.  Conhecida por seus famosos luais, é o local ideal para a purificação total da alma e o encontro completo com natureza se seus quatro elementos: Fogo, Terra, Água, Ar.  Embalando a todos com o melhor do Reggae até de manhã,com as famosas pedradas do reggae que não deixam ninguém parado.  E quando o sol nasce é o ápice da positividade, traz a todos um momento único de revigoração e alegria.  Esse é o Freedom Bar. Muita paz e muita vibração positiva.
Quem já foi, volta sempre!  E quer saber? Deveria ser proibido passar por esta vida sem conhecer esse paraíso..
O Freedom Bar ,de Bruno Huart ,existe há 14 anos e acontecem vários eventos de reggae,como shows ao vivo e luais..
Lendas do reggae como Horace Andy,Cedric Myton do The Congos e R. Zee Jackson já se apresentaram no Freedom Bar..
-------------------
General Manager
Bruno Rasta

sexta-feira, setembro 08, 2017

CÃO DE RAÇA












----------------------------------------------------------------------
Cão De Raça é a banda que acompanha o baiano Edson Gomes há muitos anos,além de eventualmente tocar com membros de sua família,como os irmãos Tin Tim Gomes e Eddie Brown,e os filhos Isaque Gomes e Jeremias Gomes..
A banda brasileira de reggae que toca com Edson Gomes desde o início de sua carreira, tendo alta rotatividade de seus membros,e já tocaram nomes famosos como Nengo Vieira.
Membros passados ou presentes:
Adriana Novaes, Alberto , Alcione, América Branco, Angela  Bastola, C. Marques, Cunha , Dalmo , David , Dhega, Ed Carlos , Edson Gomes, Ferreira Filho , Geraldo , Iracema, Jair Soares, Jandira , João Teoria, Jorge Thó, Júlio do Rosário, Lázaro Silva, Luis Maduro, Márcia Dias, Marco Oliveira , Marco Swing, Maromba , Monica Camalier, Nascimento , Nelma Marques, Nengo Vieira, Ney , Nivaldo Cerqueira, Osvaldo , Quinho, Ricardo Correia , Riquinho , Robson Nonato, Ruy Braga, Ruy De Brito, Sara Cronin , Scooby , Sinho Cerqueira, Tin Tim Gomes, Tony Vinícius, Virgínia , Webster , Zé Paulo ..
------------------
https://www.discogs.com/artist/2473788-Banda-C%C3%A3o-de-Ra%C3%A7a

quinta-feira, agosto 31, 2017

ERA DE OURO DO REGGAE EM SÃO LUÍS Do MARANHÃO



















---------------------------------------------------------------------
A banda maranhense de Tribo de Jah - em ''Mr Fya Maker '',a terceira faixa do novo álbum da Tribo de Jah,onde o vocalista Fauzi Beydoun cita os gigantes da era de ouro do reggae no Maranhão,anos 1970 e 80´s.
Lendas,DJ´s e radiolas como Serralheiro,Natty Naffison,Ras Viegas da Liberdade,Jailder,Netuno  do Pop Som,Ted Wilson e Zé Roxinho da Águia do Som,Carlinhos Tijolada,Elói da Menina Veneno,Antônio José com a Estrela do Som,Pedro Pedra,Dino Macedo,Chico do Reggae,Black ,Fred Sandro,Zequinha Rasta,Junior Black da Black Power..
A história do reggae com São Luís começa na década de 1970. As explicações para a chegada do ritmo no Maranhão são muitas, mas talvez a tese mais conhecida seja a de que marinheiros que chegavam ao porto de São Luís e de Cururupu deixavam discos trazidos da Jamaica nas zonas de prostituição para pagar pelos serviços..
 A identificação com o ritmo foi tão grande que em pouco tempo o reggae se tornou a principal opção de lazer de São Luís através das famosas radiolas..
“Isso se enraizou de uma forma tão precisa aqui em São Luís que houve um tempo em que os proprietários de radiolas tiveram que viajar para buscar discos na Jamaica. Eles se tornaram verdadeiros expedicionários do reggae”, contou Fábio Araújo, presidente da comissão integrada do reggae e turismo de São Luís..
------------------------
http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2015/09/sao-luis-se-tornou-capital-do-reggae-na-decada-de-80.html

domingo, agosto 27, 2017

MUSEU DO REGGAE EM SÃO LUÍS

















---------------------------------------------------------
São Luís ganhará o primeiro Museu do Reggae - A autorização do início do serviço de implantação do espaço será assinada hoje pelo governador Flávio Dino; o museu tem inauguração prevista para agosto deste ano - Por: Redação, com informações da assessoria Data: 11 de Maio de 2017 ...
  A ‘massa regueira’ e admiradores das radiolas de reggae terão a oportunidade de contemplar aparelhos musicais do passado e de conhecer em detalhes os objetos que retratam a história deste estilo musical e de vida do Maranhão à Jamaica. A novidade começa a se concretizar hoje, Dia Nacional do Reggae.  O prédio fica na Rua da Estrela, nº 124, Centro, em São Luís, a ‘Jamaica Brasileira’.  O Museu do Reggae ficará integrado às casas de cultura da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur). A inauguração do espaço estava prevista para agosto de 2017. Serão 397 metros quadrados de área para o visitante. O ambiente oferecerá recursos tecnológicos, linha do tempo, recursos audiovisuais, história das radiolas, objetos característicos do reggae desde os antigos até os mais modernos e um espaço exclusivo para homenagear Bob Marley.  “Este museu vem fortalecer o movimento reggae do Maranhão e também enfatizar o nosso nome de ‘Jamaica brasileira’. Com a fundação do local, outras gerações terão acesso à história do reggae”, diz a DJ e cantora de reggae Negra Glícia. A artista é conhecida pelo ritmo que toca nas radiolas das casas de reggae do estado e pela voz forte que ecoa nas lutas em defesa dos movimentos sociais, dando vez ao empoderamento, à militância feminina e espaço às mulheres negras.  Para Negra Glícia, o Museu do Reggae é uma vitória de todos os maranhenses: “Mais uma conquista do que é nosso, do que é de raiz. A partir de agora é fortalecer e somar para que história do reggae fique disponível de forma material para todo mundo”.  “Acho que valoriza todos nós, DJs, donos de radiola, donos de casa de reggae, bombonzeiros, produtores, cantores, todo mundo. É uma grande conquista para o Maranhão, quanto componente cultural nosso!”, ressalta.  Velhos Guerreiros Regueiros-  Com o imenso desafio de materializar memórias, construir a narrativa do ontem, do hoje e também tentar captar as tendências do amanhã, o DJ Ademar Danilo assume o cargo de diretor do Museu do Reggae. Ele conta que essa é a realização de um antigo sonho dos ‘velhos guerreiros regueiros’.  “O reggae se presta a ser veículo de mensagens de liberdade, igualdade, paz, amor e harmonia. É uma música militante que combate preconceitos e discriminações”, afirma.  Para o diretor, “o reggae, definitivamente, já é um elemento cultural do nosso povo e influencia na maneira do maranhense falar, vestir, dançar… A criação do Museu é o reconhecimento que o Governo do Maranhão dá à relevância que esse movimento tem no Estado”.  O DJ e diretor ressalta a cadeia produtiva do ritmo que engloba todas as camadas sociais, étnicas e etárias do Estado: “Não é à toa que São Luís, é conhecida nacional e internacionalmente como a ‘Jamaica brasileira’”.  Ademar agradece ao convite do governador Flávio Dino e diz esperar ter capacidade de corresponder à confiança. “Agradeço também o apoio firme e decidido de amplos setores do reggae, como a Comissão Integrada Reggae e Turismo (CIRT), DJs, bandas, radiolas, cantores, radialistas, dançarinos e apreciadores de uma boa ‘pedra de responsa’, complementa.  Marco Histórico - Para celebrar o dia do reggae, o aniversário de Bob Marley e o marco da implantação do Museu do Reggae em São Luís, será realizado hoje um show com mais de 50 artistas. O evento, realizado pelo Governo do Estado, acontece a partir das 18h no Centro Histórico de São Luís, Praça da Criança (cruzamento da Rua da Estrela com a Rua de Nazaré)..
--------------------
https://oimparcial.com.br/noticias/2017/05/sao-luis-ganhara-o-primeiro-museu-reggae/

sábado, agosto 05, 2017

EDDIE BROWN

























Natural de Cachoeira, localizada no recôncavo Baiano, Eddie Brown traz para o enriquecimento do Cenário da Musica Brasileira, após longa e árdua caminhada, repertório literalmente amadurecido, executado e aprovado em diversos eventos ...
Edmilson Gomes aka  ''Eddie Brown'' é um cantor do reggae de Cachoeira na Bahia,e irmão de Edson Gomes..
Eddie Brown, também ótimo cantor de reggae e hoje infelizmente vítima de um glaucoma que lhe custou a visão..
Segundo o irmão Edson Gomes,que foi o segundo de uma enealogia iniciada com o prefixo "Ed", uma engenhosidade do pai, o ferroviário Pedro Gomes. "Tenho uma irmã mais velha chamada Edna, depois eu. Aí vem: Edinice, Edmilson (Eddie Brown), Edmundo, Edilene, Ednalva e Edvando. E ainda teve Edvaldo, que morreu pequeno"...
Eddie Brown lançou um álbum que interpreta alguns sucessos do irmão e músicas próprias..
Temas de Eddie:Pobre Miséria,Guetos,Clero,Guerreiros do Terceiro Mundo,Reencontro,Demagogia,Livres,Brother...
Ele também acompanhado pela banda do irmão,a Cão de Raça..

-------------------------------------------

atarde.uol.com.br/muito/noticias/1674080-na-resistencia

quinta-feira, agosto 03, 2017

TIAGO CAETANO















----------------------------------------------------------------
Tiago Caetano é o tecladista da banda Ponto De Equilíbrio,de Vila Isabel,Rio De Janeiro..
A banda, na estrada há mais de dez anos, tornou-se uma das principais referências de reggae no Brasil ao resgatar às raízes do movimento e utilizar a música como instrumento de resistência sócio-cultural. As letras, compostas pelos próprios integrantes, transmitem mensagens de igualdade, amor e justiça. O som é embalado por influências de dub, samba e de outros ritmos como a capoeira de Angola, o maculelê, a salsa e o maracatu...
---------------------
http://www.une.org.br/2012/03/refererencia-reggea-no-brasil-ponto-de-equilibrio-fala-ao-site-da-une/

segunda-feira, julho 31, 2017

MÁRCIO SAMPAIO

















-----------------------------------------------------------------------------------
Márcio Sampaio é o guitarrista base do grupo carioca Ponto De Equilíbrio,e irmão do ex membro da banda,o guitarrista solo André Sampaio..
Elé é o responsável pela base bem marcante na guitarra no grupo
Com Márcio Sampaio na guitarra, em abril de 2011, os cariocas se apresentaram ao lado da lendária banda de reggae britânica Steel Pulse, no Rio de Janeiro.
 A banda Ponto de Equilíbrio surgiu no final de 1999, no Rio de Janeiro, com a proposta de conscientização através da linguagem do autêntica reggae rastafári. No ano seguinte, o grupo gravou o primeiro CD demo, contendo as músicas “Árvore do Reggae”, “Lágrimas de Jah”, “Rastafará”, “Odisséia na Balilônia” e uma versão de ''Soul Rebel'',de Bob Marley..
------------------


http://www.metrolyrics.com/ponto-de-equilibrio-overview.html

domingo, julho 30, 2017

FOX AHMAD
























--------------------------------------------------------------------------
Fox Ahmad é vocalista e apresentador do grupo paulista de reggae  Leões de Israel..
Fox Ahmad também está envolvido em outros projetos ..
Durante mais de dez anos o projeto Filme Zero, vêem registrando diversas manifestações culturais e sociais, e é com grande prazer que apresentamos um personagem ímpar no reggae brasileiro, Fox Ahmad começou sua carreira musical no Rap, onde conheceu diversos ícones do gênero, mas foi no reggae que ganhou notoriedade e carisma, conheça um pouco sobre o mistico e roots original Fox Ahmad..
-------------------------------

sexta-feira, julho 28, 2017

MARCIO KILLAMAN



















--------------------------------------------------------------
Marcio Killaman assumiu  os vocais do grupo  Leões Do Israel,desde a saída do vocalista original Solano Jacob..
Marcio Killaman também possui sua própria banda ''Killaman And Roots Controllers'' (foto)..
Ligado ao Rastafari, Leões de Israel surgiu na intenção de reunir simbolicamente as Doze Tribos de Israel que sofrem um cisma após a morte de Salomão em 933 a.C. Com a divisão, as dez tribos do norte fundaram o Reino de Israel, com a capital em Samaria, enquanto as duas tribos do sul criaram o Reino de Judah, com sede em Jerusalém. Leões, é a parte que representa as tribos do sul, pois é o símbolo do Reino de Judah. Já Israel, é a parte que se refere as tribos do norte, ou seja, o Reino de Israel..
-----------------
https://pt.wikipedia.org/wiki/Le%C3%B5es_de_Israel

quarta-feira, julho 26, 2017

MAURICIO ''BUG MONKEY'' DIAS














------------------------------------------------------------------------------------
Mauricio "Bug Monkey" Dias é o responsável pela Bateria do grupo paulista de reggae  Leões de Israel..
Já tocou outros gêneros como forró,MPB,rock,pop,e no reggae,na bateria, teve como influências os mestres bateristas jamaicanos Sly Dunbar,Carlton Barrett e Leroy ''Horsemouth'' Wallace,Style Scott e Carlton ''Santa'' Davis,entre outros,e grupos e artistas como Black Uhuru,Sly And Robbie,Peter Tosh,Roots Radics,Gregory Isaacs..
--------------------------

segunda-feira, julho 24, 2017

RAFAEL SENEGAL
























---------------------------------------------------------------------------
Rafael Senegal é um  músico, produtor e tecladista das bandas Leões de Israel,Rise and Shine, Brasilites e tocou com internacionais como Gregory Isaacs,junto com Leões de Israel..
 Já reconhecido no mundo do reggae, em 2006, os Leões de Israel recebem convite para participar do “Rebel Salute Festival” na Jamaica, sendo em toda a história do festival, a única banda brasileira de reggae convidada. Apresentaram-se também nomes como: Burning Spear, Thirld Word, Inner Circle, etc..


domingo, julho 23, 2017

ILHA DE UPAON-AÇU
























-------------------------------------------------------------------------------
Upaon-Açu é uma ilha brasileira no estado do Maranhão, com área de 1.410,015 km².Faz parte do Arquipélago do Golfão Maranhense e é nela que se encontra a capital do Estado, São Luís. O nome Upaon-Açu foi dado pelos tupinambás e significa "ilha grande". Também foi chamada ilha de São Luís. A denominação indígena foi restabelecida pela constituição do Estado do Maranhão: Art. 8º - A cidade de São Luís, na ilha de Upaon-Açu, é a capital do Estado. São Luís, junto com Florianópolis e Vitória, são as capitais brasileiras que se encontram em ilhas, sendo São Luís a única com área totalmente compreendida em uma ilha. Além de São Luís, localizam-se na ilha os municípios de Raposa, São José de Ribamar e Paço do Lumiar, que formam a Região Metropolitana de São Luís. Também na ilha se localiza o Porto de Itaqui e o da Ponta da Madeira, por onde são transportados principalmente ferro, cobre e bauxita extraídos de Carajás...
O vocalista da banda de reggae local Tribo De Jah,Fauzi Beydoun,cita a ilha de Upaon-Açu em algumas de suas músicas...
----------------------
https://pt.wikipedia.org/wiki/Upaon-A%C3%A7u


quinta-feira, julho 13, 2017

SIMEON BROWN
























---------------------------------------------------------------
Simeon Burnham (Simeon Brown) é um cantor, compositor e produtor de música. Nascido
em 05/10/1968  em Bartica, Guiana, "Martin John" (Simeon Burnham ,no Brasil, Simon Brown) .
Ele começou a cantar Dancehall desde criança, e aos 15 anos começou a cantar profissionalmente em clubes, bares e "Dj's, Competição no Brasil Mc's nas ruas do Gueto, e na cidade em Georgetown, Guiana, onde ele cresceu realmente.  E o Dancehall era muito popular entre os jovens na época em que mais música Reggae era o ritmo que ele sempre amava. Especialmente a mensagem Reggae, a raiz original, as raízes e a cultura da "Reggae Music", identificou-se com a originalidade africana, o "Drum and Bass" (baixo e bateria) que imita os batimentos cardíacos ...
"Faça o bem, faça o bem" "faça o bem, faça o bem", então ele começou a viajar aos 19 anos para vários países, como Suriname, França, Trinidad Tobago, Holanda e Caribe , até chegar no Brasil, onde já está há quase duas décadas . E hoje é um artista popular no meio do movimento Reggae.  O nome "Simeon Burnham" é o nome inicial do palco que ele escolheu ,e quando ele veio para o Brasil. as pessoas começaram a chamá-lo de "Simon Brown", depois ele saiu,e adicionou a letra "e" no nome de Simeon.  Quando chegou ao Brasil pela primeira vez em 1997, na fronteira entre Roraima e Bonfim, e havia um Rodeio anual onde ele se apresentou pela primeira vez no Brasil para chegar lá para aproveitar o movimento. Havia uma banda tocando o ritmo de Bob Marley, e Simon comentou que cantava aquela música, e o apresentador e público ficaram tão felizes em saber que, ao mesmo tempo que ele foi para a banda e pegou o microfone e começou a falar - Agora, temos uma surpresa ! Uma atração internacional, da Guiana Britânica para cantar uma música de Bob Marley "No Woman No Cry".  Ele executou Simeon Brown. Quando terminou de cantar, foi contratado para fazer um show com o canal de TV "Headline" na Boa Vista BR, para cantar um repertório que só a música de Bob Marley e o show fosse um sucesso.  Então ele foi para Manaus e foi convidado por um cantor de "Tacky" chamado Wanderley Andrade para conhecer a cidade de Belém do Pará em 1998.  Simeon Brown foi um dos pioneiros e ajudou os dois principais estúdios a crescer no negócio da cidade e a ser cantor, compositor e produtor de música realizando excelentes trabalhos com muitos artistas nacionais e internacionais. Então veio o Reggae Eletônico em São Luís,Maranhão, a música comercial brasileira da Jamaica.   No estado do Maranhão foi aonde Simon realmente começou no Brasil para fazer suas gravações e produções musicais também nas vozes de outros artistas nacionais e internacionais cantando Reggae Music...
----------------------------
https://soundcloud.com/simeon-brown-15

terça-feira, julho 11, 2017

SÃO LUÍS DO MARANHÃO,A JAMAICA BRASILEIRA


































------------------------------------------------------------------------
São Luís (Maranhão)...Jamaica Brasileira...
São Luís (frequentemente chamado de São Luís do Maranhão) é um município brasileiro e a capital do estado do Maranhão. É a única cidade brasileira fundada por franceses no dia 8 de setembro de 1612, foi invadida por holandeses e por fim colonizada pelos portugueses. Localiza-se na ilha de Upaon-Açu no Atlântico Sul, entre as baías de São Marcos e São José de Ribamar. Em 1621 quando o Brasil foi dividido em duas unidades administrativas — Estado do Maranhão e Estado do Brasil — São Luís foi a capital da primeira unidade administrativa. No ano de 1997 o centro histórico da cidade foi declarado patrimônio cultural da humanidade pela UNESCO.
Com uma população de 1.082.935 habitantes (Estimativa do IBGE 2016), São Luís é o município mais populoso do Maranhão, além de ser o 15° município mais populoso do Brasil, e o 4° da Região Nordeste. Sua área é de 831,7 km², desse total 157,5656 km² estão em perímetro urbano.. O município faz parte da Mesorregião do Norte Maranhense, Microrregião da Aglomeração Urbana de São Luís, é sede da Região de Planejamento da Ilha do Maranhão (composta pelos 4 municípios localizados na ilha de Upaon-Açu) e da Região Metropolitana de São Luís composta por 9 municípios que totalizam 1.605.305 habitantes.A cidade está ligada ao interior do estado, e aos estados vizinhos Pará e Tocantins por meio da ferrovia Estrada de Ferro Carajás e Ferrovia Norte-Sul, sendo que esta ultima conecta a cidade a Região Centro-Oeste o que facilita e barateia a escoação agrícola vinda do interior do país para o porto de Itaqui. Por rodovia, a capital maranhense é servida pela BR-135 (em processo de duplicação) que a liga ao continente, e pelo transporte aéreo conta com o Aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado, com capacidade de atender 5.900.000 passageiros por ano.O clima em São Luís é tropical semi-úmido sendo fortemente influenciado pelo mar e pela Zona de Convergência Intertropical. A cidade apresenta grande quantidade de coqueiros e muita vegetação litorânea. Há pequenas áreas de Floresta Amazônica que resistiram ao processo de urbanização da cidade, todas protegidas por parques ambientais. Pequenos rios nascem na cidade: entre eles, o Rio Bacanga é o mais importante economicamente.Faz parte do seu patrimônio cultural a riqueza de poemas e romances dos seus grandes escritores, tais como Aluísio de Azevedo, Gonçalves Dias, Graça Aranha, dentre outros, o que tornou a cidade conhecida como a Atenas Maranhense. Além da literatura, os ritmos cadenciados transbordam alegria e sensualidade, através do tambor-de-crioula, do reggae e do bumba-meu-boi...
Praias-Imagem noturna do bairro Ponta do Farol. As praias são uns dos pontos turísticos mais procuradas pelos turistas que visitam a cidade. Destacam-se: Praia da Guia: final de semana de muito sol e lazer na área Itaqui Bacanga. Centenas de pessoas aproveitam o domingo de sol para se bronzear e se refrescar nas praias da orla marítima do eixo Itaqui Bacanga. Na Praia da Guia, uma das mais conhecidas e visitadas praias da região, o movimento e intenso logo pela manhã. Banhistas e vendedores ambulantes atravessavam o canal em canoas para enfim chegar a uma das mais belas praias da capital. Prainha: Outro local muito visitado é a Prainha, que fica do lado direito da Praia da Guia, seguindo depois da comunidade do Bonfim. A Prainha é bem aconchegante e dispõe de bares e restaurantes. Um dos atrativos singular da Prainha é a vista de São Luís. Localizada do outro lado da Rampa Campos Melo, o visitante tem a vista de toda a cidade, do Palácio dos Leões, Convento das Mercês e de todo Centro Histórico. Muitos ficam encantados com a visão panorâmica do centro de São Luis. A vista da cidade é maravilhosa por este angulo. É perto do centro, dá para ver o São Francisco e toda a cidade nova. Praia do Cajueiro: A praia do cajueiro,fica no bairro de mesmo nome na zona rural da cidade, próximo a Vila Maranhão,na área Itaqui-Bacanga.A praia é deserta e cercada de natureza e é de lá que os moradores da comunidade retiram o sustento da família diariamente. O acesso é feito pela BR-135,seguindo pela estrada que dá acesso ao bairro e a praia. Praia do Amor: A Praia do Amor, que fica em área de Marinha, o acesso já é mais difícil. Distante, aproximadamente, seis quilômetros do bairro Anjo da Guarda, o caminho também é pela BR-135, seguindo pela estrada que dá acesso à Ponta da Espera. Os veículos ficam no portão de entrada do Porto da Marinha, daí em diante o banhista segue a pé pouco mais de um quilômetro até chegar a Praia do Amor. Um lugar de sossego, primitivo, de puro contato com a natureza. A praia é apropriada para o lazer em família, e as crianças brincam a vontade, pois carros não trafegam na faixa de areia. Aos domingo centenas de pessoas aproveitam o dia de sol na Praia do Amor que contou com os serviços de dois salva-vidas do Corpo de Bombeiros do Maranhão. Praia Ponta d’Areia: é a mais visitada pela população e pelos turistas, devido ao fácil acesso. Encontra-se a apenas três quilômetros do centro da cidade.Praia de São Marcos: destaca-se por suas fortes ondas, e é bastante procurada por surfistas.Praia do Calhau: é uma das praias mais conhecidas da capital maranhense. Apresenta ondas fracas e dunas cobertas por vegetação. Praia Olho d’Água: localiza-se a 13 quilômetros do centro da cidade. É cercada por dunas e vegetação rasteira.Praia do Meio: localizada entre as praias de Olho d'Água e Araçagi, possui águas límpidas e próprias para prática de kitesurf. Com exceção de alguns trechos da praia do Araçagi, nenhuma outra - Ponta d’Areia, Calhau, São Marcos e Olho d’Água - está em condições para banho. Em junho de 2009 as praias que estavam impróprias para o banho foram marcadas com placas de alerta, avisando os banhistas sobre a condição da qualidade da água em cada trecho...
Como 32km de praia, esportes como surfe, futebol de areia, Stand Up Paddle, futevôlei, vôlei de praia, frescobol e kitesurf são populares em São Luís. Em 2016 o Sampaio Correa Basquete ganhou destaque nacional ao se consagrar campeão da Liga de Basquete Feminino..
 Como em todo o Brasil, o futebol é o esporte mais praticado em toda a cidade de São Luís. Em 1981 foi construído o Estádio Governador João Castelo que é um dos maiores estádios de toda a Região Nordeste. Na época, o governador do Maranhão era João Castelo e em sua homenagem pôs seu nome no Estádio, que também é conhecido como complexo Canhoteiro. Em 2012 o estádio passou por ampla reforma e modernização que custaram 28 milhões de reais com a colocação de cadeiras Anti-Vandalismo, telões de LED, 22 câmeras CFTV, adaptação ao portadores de necessidades especiais, climatização de cabines de Rádio e TV, 75 novos holofotes, entre outras melhorias para adequar o estádio para as exigências de segurança e estrutura da FIFA..
O Reggae em São Luís:
O reggae arrasta multidões em São Luís, capital do Maranhão. O ritmo na cidade inspira uma dança própria, e é difundido por mais de 200 “radiolas”, grupos musicais organizados ao redor de DJs e paredes de som que chegam a ter até 40 amplificadores. Por sua relação com o estilo musical, a cidade ficou conhecida como a capital do reggae no Brasil - ou, simplesmente, “a Jamaica brasileira”. Há várias teorias sobre como o estilo chegou ao Maranhão. Uma das mais difundidas é a de que foi através de ondas de rádio do Caribe na década de 1970, que traziam também outros ritmos, como calipso e zouk. “Várias pessoas na faixa de 50 e 60 anos contam que ouviam música jamaicana na rádio mesmo quando nem sabiam o que era reggae”, afirma a jornalista e antropóloga Karla Freire, autora do livro “Onde o Reggae é a Lei”, lançado em 2012. Em sua tese de doutorado “Jamaica Brasileira: a política do Reggae em São Luís, Brasil, 1968-2010”, pela Universidade de Pittsburgh, o historiador Kavin Paulraj escreve que ritmos caribenhos chegaram ainda antes na cidade, entre as décadas de 1950 e 1960. “Apesar de sua exclusão dos salões de dança da alta sociedade, os setores populares de São Luís podiam igualmente ouvir a boleros de sucesso nas rádios AM. E eles rapidamente encontraram outras fontes de música caribenha graças à proximidade geográfica. Apesar de serem difíceis de verificar, há muitos relatos de entusiastas de ondas-curtas do Maranhão e do Pará captando sinais caribenhos de rádio.” Também foi importante para essa importação de ritmos a atuação de marinheiros, especialmente contrabandistas de café brasileiro para as Guianas. Enquanto as rotas por terra até a isolada ilha de São Luís eram traiçoeiras, o tráfego por navio era relativamente simples. Era comum que embarcações vindo ou partindo do Suriname e da Guiana Francesa aportassem em Belém e São Luís. Além de contrabando, os marinheiros também traziam música, lembra Paulraj.O reggae maranhense tem diferenças do ritmo na Jamaica. No Brasil, o estilo se propagou inicialmente com base no apelo de seu som, descolado da cultura rastafári e do contexto social jamaicano. Enquanto em Kingston se dançava mostrando força, em São Luís o reggae inspirou uma dança de casais mais lenta e sensual, o estilo “agarradinho”, uma invenção local...
-----------------------------
----------------------------


Centro Histórico de São Luís *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

SaoLuis-Street1.jpg
Fachadas azulejadas no Centro Histórico de São Luís.


Ponta Do Farol,imagem noturna..
Município de São Luís
""Jamaica Brasileira"
"Ilha do Amor"
"Atenas Brasileira"
"Cidade dos Azulejos"
"Capital Brasileira do Reggae"
"Ilha Magnética"
"Capital da França Equinocial"
"Ilha Bela"
Linda São Luis.jpg
Bandeira de São Luís
Brasão de São Luís
BandeiraBrasão
Hino
Aniversário8 de setembro
Fundação8 de setembro de 1612 (404 anos)
Gentílicoludovicense
Prefeito(a)Edivaldo Holanda Junior[1] (PDT)
(2017–2020)
Localização
Localização de São Luís
Localização de São Luís no Maranhão
São Luís está localizado em: Brasil
São Luís
Localização de São Luís no Brasil
02° 31' 48" S 44° 18' 10" O
Unidade federativa Maranhão
MesorregiãoNorte Maranhense IBGE/2008
MicrorregiãoAglomeração Urbana de São LuísIBGE/2008
Região metropolitanaSão Luís
Municípios limítrofesPaço do LumiarSão José de RibamarRaposaAlcântara
Distância até a capital1 993 km
Características geográficas
Área827,141 km² 
População1 082 935 hab. (MA: 1º/BR: 15º) – IBGE/2016[5]
Densidade1 309,25 hab./km²
Altitudem
Climatropical Awh
Fuso horárioUTC−3
Indicadores
IDH-M0,768 (BR: 249º MA: 1º) – altoPNUD/2010[6]
PIBR$ 26 326 087 mil (BR: 26º MA: 1°) – IBGE/2014[7]
PIB per capitaR$ 24,737 98 IBGE/2014[7]
Página oficial
Prefeiturawww.saoluis.ma.gov.br
Câmarawww.saoluis.ma.leg.br